FTP no Debian

De Wiki Projeto Root
Ir para: navegação, pesquisa

Sobre

Olá! Visitante, reunimos aqui, informações sobre o serviço de FTP, que significa (File Transfer Protocol) ou Protocolo de Transferência de Arquivos, e é uma forma bastante rápida e versátil de transferir arquivos, sendo um dos serviços mais utilizados na internet.

Vídeo

https://youtu.be/vr9VWAinjZc


Instalação e Configuração

Instalação

  • Instalação do ProFTP no GNU-Linux Debian
  apt-get install proftpd

Configuração

  • Criar pasta que será utilizada para o FTP

Exemplo:

  mkdir /var/www/ftp
  • Ajustar Permissões

Exemplo:

  chmod 755 /var/www/ftp
  • Configurando o ProFTP
  nano /etc/proftpd/proftpd.conf

Configurar como no exemplo:

   ServerName "Servidor_FTP"
   ServerType standalone
   DefaultServer on
   
   Port 21
   Umask 022
   
   MaxInstances 20
   
   User ftpdesenv
   Group ftpdesenv
   
   DefaultRoot /var/www/ftp/
   
   <Directory /var/www/ftp/>
   
   AllowOverwrite on
   
   <Limit WRITE>
    AllowAll
    </Limit>
    
    <Limit CREATE>
    AllowAll
    </Limit>
    
    <Limit EXECUTE>
    AllowAll
    </Limit>
    
    </Directory>
   
  • Criar Usuários
  adduser ftpdesenv
  • Reiniciar o Serviço
  /etc/init.d/proftpd restart
  • Verificar se o serviço está ativo
  netstat -an | grep 21


Cliente de FTP

https://filezilla-project.org/


Alguns comandos do FTP mais utilizados

  help - mostra o conjunto dos comandos suportados pelo servidor FTP;
  status - permite conhecer certos parâmetros da máquina cliente;
  binary - este comando irá passar do modo ASCII (envio de documentos de texto) para o modo binário (envio de arquivos em modo binário, ou seja, para os arquivos não texto, como imagens ou programas);
  ascii - passa do modo binário ao modo ASCII. Este é o modo padrão;
  type - permite mostrar o modo corrente de transferência (binário ou ASCII);
  user - permite-lhe reiniciar uma sessão no site FTP corrente com um nome de utilizador diferente. Uma nova senha ser-lhe-á então pedida;
  ls - permite listar os arquivos presentes no diretório corrente. O comando "ls - l" trata das informações suplementares nos arquivos;
  pwd - mostra o nome completo do diretório corrente;
  cd - este comando significa change directory, permite alterar o diretório corrente. O comando "cd .." permite acessar o diretório de nível superior;
  mkdir - (sob UNIX, ou md sob sistema Microsoft) permite criar um diretório no diretório corrente. A utilização deste comando está reservada aos utilizadores que têm um acesso que o permite;
  rmdir - (sob UNIX, ou rd sob sistema Microsoft) permite suprimir um diretório no diretório corrente. A utilização deste comando está reservada aos utilizadores que têm um acesso que o permite;
  get - este comando permite recuperar um arquivo presente no servidor. Se o comando estiver seguido de um nome de arquivo, o arquivo distante é transferido para a máquina local no diretório local corrente. 
  Se o comando estiver seguido de dois nomes de arquivos, o arquivo distante (o primeiro nome) é transferido para a máquina local no diretório local corrente, com o nome de arquivo precisado (o segundo   
  nome). Se por acaso o nome de arquivo contiver espaços, é necessário escrevê-lo entre aspas;
  put - este comando permite enviar um arquivo local para o servidor. Se o comando estiver seguido de um nome de arquivo, o arquivo local é transferido para o servidor no diretório distante corrente. Se o    
  comando estiver seguido de dois nomes de arquivos, o arquivo local (o primeiro nome) é transferido para o servidor no diretório distante corrente, com o nome de arquivo precisado (o segundo nome). Se por 
  acaso o nome de arquivo contiver espaços, é necessário escrevê-lo entre aspa;
  open - fecha a sessão corrente e abre uma nova sessão num outro servidor FTP;
  close - fecha sessão corrente, deixando o software FTP cliente ativo;
  bye - desliga o software cliente do servidor FTP e fica em estado inativo;
  quit - desliga o software cliente do servidor FTP e fica em estado inativo.